Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ASAS DA ALMA

Ao som do ar que se propaga sonolento

Deixo-me alçar vôo como doce alento

Para fugir das dores e de tormentos

Que fustigam na alma meus pensamentos.

 

Na alma, que inflama na ardência insana,

Oculto as asas cansadas que inertes pendem

Flácidas, fúteis fitam o calor que emana,

Sentindo inalcançável fonte de vertigem.

 

Transmuto dor em riso, alada alma santa

No martírio encanta conturbada vida,

Flutuando no etéreo caminho, acalanta.

 

Num hercúleo esforço, como derradeiro,

Ruflo as asas da alma dantes já ressentida

Alçando o planar ao eterno paradeiro.

Erode Lino Leite
Enviado por Erode Lino Leite em 15/09/2005
Código do texto: T50673

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Erode Lino Leite
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 53 anos
121 textos (14578 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:17)
Erode Lino Leite