Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ode 01

O invólucro deste amor, um corpo disposto a desejos e teses nada virtuosos por saberem-se esquadras e sonetos.
Orbuses arguidos de azuis em cem renascimentos, sobre mil impregnações de custódios
Veio à diapasão ladino na divagação de s~-los  ao som de salmos.
Em ritmo de redenções e aboios.
Ao repasto de intrujamentos e reverberações sígnicas.
Por quem tocariam os sinos suas anunciaçõesw de degredos?
Idílio sefardita de alpendres. Longos e reminiscentes espaços de sentimentalidades.
Ruas e casas em esnogas, onde se conflagram livros, cantilenas, puluxias e aboios.
Na silenciosidade dos poços, na suntuosidade dos paços e nos primeiros acorsdes  desses insossegáveis mementos.
Shlomon HaKadosh
Enviado por Shlomon HaKadosh em 16/09/2005
Código do texto: T50967
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Shlomon HaKadosh
Recife - Pernambuco - Brasil
1 textos (30 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:43)