Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio...

Silêncio, por que me acompanhas
Se minhas tormentas já são tamanhas?
Sinto você aqui ao meu lado
Me machucando com sua ira...
Ah, se você ao menos ficasse calado
E não dissesse tanta mentira...
Silêncio, por que me feres
Se também não mais me queres?
Sinto tua presença raptando meu sono,
Teu olhar me mostrando abandono,
Mas você não conseguirá me alcançar...
Você não é aquilo que pensa ser.
Eu preciso muito te mostrar
Isso que você não pode ver...
Silêncio, você não existe, é uma ilusão.
Você está morto, aliás, nunca nasceu.
Teu corpo está sem alma, não tem coração
E você sabe o que te aconteceu...
Eu, eu imaginei que você existia
E te fiz acreditar um dia
Que teu sobrenome era Solidão...
Mas sinto te dizer esta verdade,
Tenho alguém que mora em meu coração,
Que me torna eterno não tendo idade.
Existe amor correndo em minhas veias,
Por isso não posso realizar o que anseias...
Silêncio, temos que nos separar,
Você precisa me deixar seguir
E só voltar à existir quando conseguir se calar...
Sandro La Luna
Enviado por Sandro La Luna em 23/08/2007
Código do texto: T620558

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sandro La Luna
São Paulo - São Paulo - Brasil
865 textos (69858 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:11)
Sandro La Luna