Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ainda que Negues !



Todo bom fim de prova, todo final de boa trova, tudo merece um final feliz.
Se até a morte é feliz depois que morremos, se nos leva sem pesar e alma.
Devíamos ter estudado como toda boa menina.
Começado relações contínuas, como inocentes meninas.

Um milagres salva o mundo pequenino, como criança chora de tanto sofrer sem saber.
De cajados nas mãos, alguém nos espera pelo dito milagres, por borboletinhas azuis no vidro impertinente. Pra frente, pra trás, de trás pra frente... Tuas opiniões são de lados opostos. Tuas línguas são estrangeiras perdidas.

Quantos países ainda vamos andar?
Isso me fez pensar no resto.
Tão lúcida.
E o resto era quanto mesmo?

Porque hoje é algo, hoje fomenta.
Hoje presidia e cadeia.
Hoje reluz, e incendeia.
Pra parar com este tipo de acaso, até descaso.
Pegando! Sendo pegado, aí que pegou!

Saber de nada, das transcendentais viagens aéreas. Dos setembros surreais, e verões sempre amarelos. Tudo vem de ti. O caso, até mesmo o descaso. Com todos não é dessa forma: Tudo vem de ti! Até mesmo os outros... Sem querer, Tudo vem de ti!






Douglas Tedesco
Enviado por Douglas Tedesco em 12/09/2007
Código do texto: T649787
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Douglas Tedesco
Tijucas - Santa Catarina - Brasil
319 textos (57272 leituras)
35 áudios (2920 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:18)
Douglas Tedesco