Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

(foto de Victor Melo)

ABRE-TE, SÉSAMO

Anos no psicanalista
deram-me alguma ajuda
e no entanto, nenhuma pista,
de quem, nesta cidade muda,
onde moro e que me habita
é a dona da chave graúda
que abre os olhos, limpa a vista.
São tantas as que me habitam,
tantas “eus” que conheço,
tantas outras que palpitam
cujos nomes agora esqueço,
que às vezes, quando me fitam,
devolvo ao espelho o olhar
e tentando sabê-las,
me desconheço.
Tantos anos de analista,
tantos anos vendo dentro,
e segue aumentando a lista,
mais me vejo, menos entendo.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 31/10/2005
Código do texto: T65653

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:30)
Débora Denadai

Site do Escritor