Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

lira sem pecado

quanto que dou mais
quanto que sou menos
quanto fui capaz
de ter minha Vênus

quanto que existir
foi fácil viver
quanto que fingir
custa pra escolher

quanto que de mim
tive de não dar
quanto que pro fim
vou ter que deixar

quanta intensidade
no brilho da luz
quanto de verdade
nunca me seduz

quanto que de dor
tem o coração
quanto que de amor
peço pro perdão

quanta certeza
no devaneio
quanta surpresa
no que não creio

quanto que quero
ver no horizonte
só não espero
que me desaponte

mas quanta mentira
ficou do outro lado
parece uma lira
que não tem pecado


Rio, 12/09/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 18/09/2007
Código do texto: T657228

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 18:22)