Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carat(ê)-r

   Beleza não prova caráter.
                       Atirai nas máscaras do charme (Atira!).
                       Amai tudo o que é endógeno.
                       Bebai o bálsamo da filogenia.
                       E suportai atitudes iníquas a este.

   E agora dá licença que eu vou amar sem compromisso...
                       Não pega no pé.
                       A-me quando puder.
                       Não marca hora
                       foi pra ontem, tá pra agora.
                       Suprima-se dos alheios.
                        -[strictu senso: nós]-
                       Apronta a penhora dos teus desejos
                       eu pago com juros/h, a dedo.
                       Não põe freio na roda, o nosso planeta é redondo-periférico.
                       Hanny, meu romance é moderno, então não vem pra queimar papel, e sim ferro.
                       Ah... e outra coisa, flexiona sua razão:
                       Se o amor vem da química, sensacionalismo é teoria, é teoria, nostalgia. Teoria!




 P.S: Salve salva grande MarLeY! ^^
Nathanaela Honório
Enviado por Nathanaela Honório em 05/10/2007
Reeditado em 07/11/2008
Código do texto: T681676

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathanaela Honório
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 29 anos
148 textos (81937 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 08:30)
Nathanaela Honório