Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor pra sempre!

Jamais esqueci aquele dia fatídico,
Você ali deitada, fria, gelada,
Rosto pálido, e um sorriso
Quase que imperceptível.

De olhos ainda abertos
Olhando para o nada,
Encontro-te assim,
Caída ao pé da escada.

Nenhum sangue, nenhuma lesão,
Simplesmente dizia o laudo,
Foi um mal do coração.

Eu, sem entender direito,
Indaguei-me de todo jeito...
Como pode, com amor perfeito,
um coração vir a parar?

Comigo restou somente a ferida,
Aberta, doída, ardida o tempo inteiro,
E que não cicatrizava nunca...

Passei a procurar-te em todas mulheres,
Em nenhuma te encontrava...
Pensei viajar pra outras galáxias,
Mas como fazer isso?

Podia levar o tempo todo...Não importa!
Pagaria qualquer preço,
Pra viver de novo contigo,
O amor interrompido...

Ai! Se pudesse ser um anjo...
Um desses de asas compridas,
viajava por entre estrelas
Procurava-te por entre vidas...
























paulo cesar coelho
Enviado por paulo cesar coelho em 08/11/2005
Reeditado em 18/02/2006
Código do texto: T68719

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
paulo cesar coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2589 textos (470078 leituras)
57 áudios (6064 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:44)
paulo cesar coelho

Site do Escritor