Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O QUE ENSINA A NATUREZA

Vi uma concha perto do mar
Que luta foi-se para abrir
Tanta estragéia até conseguir
Até a pérola encontrar...

Um caramujo vi que subia
Por uma planta desconfiado
Mas uma gota de água fria
Já retraiu-se - ficou fechado...

Passei num parque vi belas rosa
Desabrochando em profusão
Não tinham medo - agora não
Até ficarem velhas - rugosas

No campo eu vi um pé repolho
Aberto estava e foi se fechando
E num piscar e fechar de olho
Não era como no início quando

Estava aberto - pensei então:
A Natures ensina tanto
Olhando a massa - a multidão
Igual parece, mas não - portanto

Se um é ostra e esconde pérola
E o caramujo que é mais difícil
Um grão de sódio deixa a alma quérula
Destrói - derrete deixando um físsil...

Outro começa tímido - rosa
Mas logo vê-se já mais disposto
Enfrenta o medo e mostra o rosto
E não mais mono torna-se prosa...

Já o repolho que experiência
São dores, marcas - muitas ferida
E quer ficar frio - sem consciência
Pois só  guardou das lidas...

Mas acontece a vida passa
E da nascente água não retorna
Não esqueçamos que se transforma
A Natureza; e  nos dá de graça...

É uma lição pra ser aprendida
Esqueça! Vamos viver sem medo!
A estrada assusta - não é segredo
Mas, sabe, é isso viver a vida!...

                                                       

                                                      22/10/07
Gonçalves Reis
Enviado por Gonçalves Reis em 22/10/2007
Reeditado em 23/10/2007
Código do texto: T705455

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gonçalves Reis
São Paulo - São Paulo - Brasil
1155 textos (75376 leituras)
1 áudios (107 audições)
1 e-livros (51 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 16:19)
Gonçalves Reis