Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DOCE INFÂNCIA

Lembro dos anos lá na roça
Capinar, arar o chão
Plantar aipim pra fazer farinha
Em panela de barro aprontava o feijão

Arapuca para as rolinhas,
Nambus, perdizes e juritis
Laço para os coelhos e cutias
Sinto falta dos araçás e licuris

A gostosa moqueca de aruás
Que nos arranca um suor frio
À noite pegar tocha e facão
E ir fachear na beira do rio

Cajus, mangas e mangabas
Lá sempre foi fartura
Pinhas, jacas, graviolas
E o coco lá nas alturas

O rio ali tão pertinho
O leite quentinho bem cedo
Banana de tudo que é jeito
Não tinha luz, não tinha medo.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 04/11/2007
Código do texto: T723376
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
527 textos (13079 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:26)
POETA URBANO