Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBERANA FELICIDADE

Vem repousar nos meus braços
Ser poema de carne que encanta
Calar com beijos, lábios sequiosos
Montada magistral, a vontade é tanta...

Enlaçar nossos corpos com fúria
À explosão doce de desejo e prazer
Escravizados em plena alforria
 Serves a mim e eu sirvo a você

Foge-lhe a última santa!
Já vai tarde! É como voar
Mente leve, pensamentos soltos
A vida advir no momento que há

Faz-se emancipar a plena meretriz
Contida em teu ser e querendo voar
Afeto, afagos, atos insanos
Pudor algum e pronta a amar

Castigados  pelas mãos que afagam
Troteando arisca a plena vontade
Cume do desejo, gozo deflagrado
Enfim, soberana felicidade.
POETA URBANO
Enviado por POETA URBANO em 12/11/2007
Código do texto: T734493
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA URBANO
Camaçari - Bahia - Brasil, 42 anos
532 textos (13156 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 11:01)
POETA URBANO