Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração Letárgico

As luzes continuaram acesas
Mesmo depois d'eu abrir os olhos
Para a outra extremidade
Quem sabe mesmo tropeçando
Eu não achasse o vão da porta
A me cuspir toda a sua claridade

O caminho então seria outro
Se não fosse aquela luz acesa
Que iluminava meu corpo sobre a mesa
Incomodando meu coração letárgico
Pulsando descompassadamente
Do lado de fora do meu corpo inerte e tão frágil

Ainda posso vê-lo entrelaçado
Por pequenos filetes transparentes
Invadindo meu cérebro em comunhão
Com aquela luz reativada que eu teimava sorver
Pelo lado de dentro do meu corpo

Eu viajava num disco voador
De luzes coloridas que piscavam para mim
E no colo do mestre dos brinquedos
Eu via homenzinhos vestidos de branco
Em seus talheres de prata
No mais alegre banquete dos signos
E eu não sentia medo... Medo de nada

Licergicamente falando...
Indago, porque até hoje o dono desse coração
Não veio reclamar seus direitos
E nem quis saber se o estou tratando bem
Já se passaram 56 anos e até agora
Ele não apareceu por aqui... Vai ver tinha dois?!
petronio paes frança
Enviado por petronio paes frança em 21/11/2007
Reeditado em 01/07/2011
Código do texto: T746079
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
petronio paes frança
São Paulo - São Paulo - Brasil, 62 anos
549 textos (20656 leituras)
2 áudios (40 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 13:54)
petronio paes frança