Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dos instantes transcorridos III

Pudera eu ter o dom de fazer com que meus instantes durassem o quanto eu decidisse que deveriam...
ah, se eu aprendesse ao menos, se eu soubesse o que fazer do agora, ameaçador, impiedoso...
Tempo que me escraviza, controla meus passos incontroláveis,
abafa minhas respostas - sutis ou diretas,
trai meus sentidos, engana meus olhares,
envolve de névoa e cheiro de naftalina tantos lugares e tantas pessoas...
Tempo perverso!, fazes de mim um ser que de tão disperso não se encontra,
parte em tempos distantes,
parte aqui e agora, com uma parcela sempre à espreita, do lado de fora,
sussurrando, de leve: não deves ser, é perigoso... e então, sempre passa, passa.
Clarissa de Baumont
Enviado por Clarissa de Baumont em 26/11/2007
Reeditado em 26/11/2007
Código do texto: T752864

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Clarissa de Baumont
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
85 textos (15712 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 16:35)
Clarissa de Baumont