Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

o tempo

o tempo, ele faz suas unhas
indiferente à emoção
tristeza, excitação
exaltação da alegria
que nos dão os dias de sol
o tempo, olha só, quem diria
já foi de manhã ao mercado
trouxe com ele a chuva
deixando tudo alagado
carros boiando ao relento
dentro do estacionamento
depois da chuva e do vento
vieram os raios de sol
fazendo a calçada ficar
toda suja de lama
o tempo de nada reclama
você é quem nunca entende
o que ele jamais quis dizer


Rio, 11/11/2007
Aluizio Rezende
Enviado por Aluizio Rezende em 28/11/2007
Código do texto: T755781

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aluizio Rezende
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
6796 textos (147451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 03:46)