Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CONTRADIÇÕES

Lateja em minha alma a busca pelo insondável.
Algo que me explique o que sou e porque estou neste mundo
Revolvem-se em minha mente os questionamentos do ser
Como uma tormenta de um céu em formação com nuvens carregadas e ligeiras, que prenunciam chuvas.
Vejo-me no cume de todas as contradições, açodado pelos ventos da inconformidade. Como uma criança perdida no labirinto do universo.
Sei que as contradições são espelhos da vida. Sei que a vida espelha as contradições.
(E existem tantos questionamentos sem respostas, que descolorem o branco das dúvidas )
As dúvidas são portas e ao abrirmos estas  portas, abrimos caminhos desconhecidos e o desconhecido é o que mais nos confunde
Mas tudo que nos confunde é prenuncio de sol e maturidade.
.
O sol está  presente na minha pele, sinto-o,
Ausente é meu coração que navega nas estrelas

Os meus sentimentos dançam na chuva, mas não deixo de ver as sombras no amanhã . A maturidade é um caminho sem volta.
Como um caminho de Santiago, de dor e expiação, que existe dentro de nós.
Do futuro conheço poucos atalhos e tenho alguma convicção de que no final,  não descobrirei novos eldorados, muito menos terras mágicas.
Ainda haverão as feridas por certo, mas se eu não me perder, poderei encontrar algum significado, nos códigos de minha alma que não foram decifrados
Poderei descobrir valores ...que me traduzirão alguma verdade
Talvez me estarreça com o corpo dos meus sonhos pregado na cruz , talvez não,
Talvez  entenda que isto seja apenas o espelho de minhas contradições.
Meu Deus, o que farei quando o sol se por?
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 03/12/2007
Reeditado em 03/12/2007
Código do texto: T763125

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1260 textos (68818 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 00:12)
Celio Govedice