Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POEMA QUE ESCORRE PELOS DEDOS

 

“Os homens passam encharcados
Os reflexos dos vultos curtos
Marcham o petit pavê...”
     
                        Mário de Andrade



Sob a dura tempestade
Passam encharcados
Os homens e suas sombras
- Procissão de almas, na noite sombria.

Eu canto e danço
Seguindo o meu caminho
Completamente inundada
Pelas águas celestes.

- Me esvoaço toda
Aos beijos do chuvisco
Que escorre de mim.

Quero escorrer também.

Minha sombra, por que se assombra?
Vou levar-te comigo.

Vou virar poça no meio da calçada
E me evaporar até a escuridão das nuvens!

                             

Recife, 17/11/07
Samantha Medina
Enviado por Samantha Medina em 05/12/2007
Reeditado em 11/04/2008
Código do texto: T765813

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Samantha Medina
Recife - Pernambuco - Brasil, 31 anos
120 textos (22392 leituras)
1 e-livros (42 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 09:41)
Samantha Medina