Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEMBLANTE SERENO.

MANSAMENTE A TARDE FINDARA E COM ELA
A NOITE CALMA E SERENA TOMARA CONTA,

NO ALPENDRE DA VELHA CASA
UMA REDE BALANÇAVA,

AS AVES COMO DE COSTUME...
NOS GALHOS DAS ÁRVORES SE ACOMODAVAM,

DEITADA NAQUELA REDE..
ALGUÉM, COM SABERES E PENSAMENTOS LONGINQUOS DESCANSAVA,

SE DESCANSAVA ?....."NAO SEI"...
APENAS SEI QUE......
ESTAVA ALI ....
SERENA,

SERENA COMO A NOITE QUE NOS ABRIGAVA,
O QUE PENSAVA?..."NAO SEI"...
APENAS SEI QUE...
SEU SEMBLANTE ERA SERENO,

APROXIMEI-ME..........E.....
SEU SEMBLANTE CONTINUAVA BELO, CALMO....

QUANDO A CHAMEI PELO NOME,
NAO ACREDITEI..........
APENAS SEI QUE......
ELA NAO ME RESPONDEU
E QUE SEU SEMBLANTE ERA SERENO.


(e serena ela partiu)
dora
Enviado por dora em 09/04/2006
Código do texto: T136474
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dora
Chapecó - Santa Catarina - Brasil, 64 anos
179 textos (13783 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:57)
dora