Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

25 OLHARES

OLHARES I

Olhar despido
De brilhante lantejoula
Hipnótico como papoula


OLHARES II

Teu olhar sem jeito
foi uma certeira flecha
dentro do meu peito


OLHARES III

Não me fiz de rogado:
Para o teu olhar pidão
Entreguei meu coração


OLHARES IV

Em meu triste olhar,
a palavra não disse nada
— somente uma lágrima calada


OLHARES V

Olhou-me com o canto do olho
Beijou-me o canto da boca
E murmurou com voz rouca: — Estou louca!


OLHARES VI

Estou feliz num novo dia
Com olhares de encantado
— meu coração foi flechado!


OLHARES VII

Surfei por ondas bravias
Meu olhos, perdi no mar
Procurando o teu amar


OLHARES VIII

O olhar é uma arte
A impressão é um estado
Olho no olho é um achado!


OLHARES IX

Sem pedir e sem rogar
Bateu fundo, penetrou
— teu olhar me lacerou!


OLHARES X

E se você chegar
com um olhar matreiro,
o fogo será certeiro


OLHARES XI

Se meus olhos olham tudo
Em meus olhos tu vestiste
Tudo que em mim vive e existe


OLHARES XII

Ofuscaste-me ligeiro
Como sempre tu insistes
A me olhar com olhos tristes


OLHARES XIII

Soltaste teu barco leve
Para longe dos olhares
A singrar os sete mares


OLHARES XIV

Guardo no peito a saudade
Do olhar que tu partiste
Com a tristeza que não viste


OLHARES XV

Foi-se embora com o sorriso
A dizer-me: — Até um dia!
E o olhar a mim partia


OLHARES XVI

Olhei de novo o meu gesto
Escrito de forma simplória
E tu viste uma jaculatória?


OLHARES XVII

Se tu ficas a me olhar
Com esse olhar de tardança
— Estás me dando esperança?


OLHARES XVIII

Olhares que passam
por caminho puro
— destino: o futuro


OLHARES IXX

De olhar em olhar
abandonei os medos
e descobri segredos


OLHARES XX

Olhos abertos
Minh'alma deseja
O que a boca beija


OLHARES XXI

Sentir no olhar
o amor noviço
cheio de viço


OLHARES XXII

Meu olhar marejou
quando viu o adeus
nos acenos teus


OLHARES XXIII

Sem medo e sem razão
Olhei o mundo inteiro
O teu olhar foi o primeiro


OLHARES XXIV

O olhar no reflexo
estende o calor
no beijo e no amor


OLHARES XXV

Perfume doce
- basta um olhar
para o amor espalhar!

========================


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 07/06/2006
Reeditado em 23/02/2009
Código do texto: T171248
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1466 textos (154744 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:40)
Fernando Tanajura