Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio

Mergulhei na noite silenciosa.
Asas romperam à escuridão.
Olhos me perseguem ferozmente.
Exausto procurei-me e nada encontrei.
Meus olhos enganavam-me a cada instante
À noite vendou-me.
Sem forças entreguei-me, sucumbi.
Quisera eu dissipar a noite,
prender-te,
fechar-lhe os olhos.
Esquecer-te.
Rogevanio Alves Santana
Enviado por Rogevanio Alves Santana em 12/08/2005
Código do texto: T42112
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogevanio Alves Santana
Aracaju - Sergipe - Brasil, 37 anos
67 textos (3454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:30)
Rogevanio Alves Santana