Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Alvorada poesia subiminar


Alvorada

De entre a folhagem verde.
A luz do dia surge.
Em matizes arrendados.

tetita



Alvorada de Amor


De cor em cor
Entre filigranas de luz
A manhã nasce linda.
Folhagem sorri sem dor
Verde essência de vida seduz
A tristeza que resta ainda...
Luz banha àqueles que crêem no amor.
Do céu, brotam rios de felicidade.
Dia acorda repleto de emoção
Surge esperança temperando existência
Em nós, há alegre tonalidade,
Matizes benditos de compreensão
Arrendados na força de boa convivência.

Tetita/Denise Severgnini


Tetita
Enviado por Tetita em 28/10/2007
Reeditado em 28/10/2007
Código do texto: T713833

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tetita
Setúbal - Setúbal - Portugal
1397 textos (80774 leituras)
65 e-livros (5631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 21:00)
Tetita