Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto









"LAMENTO DOS ASTROS"

- Quem és tu?! Para tratar-me com frieza, eu que sou o astro Rei!
- Quem é tu?! Para falar-me com autoridade! Sabes que sou a musa dos enamorados! A inspiração dos poetas, o conforto dos apaixonados!
- Então porque me tratas com frieza?! Quando estou não estás!
- Não é verdade! Porque quando estás que eu estou... Tenta ofuscar o meu brilho!
- Sabes que não é verdade... Não posso ficar escondido o tempo todo, em algum período eu tenho que aparecer; façamos uma trégua... Proclamemos a paz! Pois sabes que é a Rainha da noite... E eu sou o Rei do dia...
Conversavam o sol e a lua:
Quando de repente surge as nuvens; que sorrateiramente foi se interpondo entre os dois, e para se dar bem, o sol quis colocar a culpa toda nela, dizendo que a culpa era dela, pois passava boa parte do tempo interferindo entre eles e a terra; mas eis que chega o vento, e também foi culpado e acusado de soprar as nuvens para longe, e para se defender por sua vez culpou a montanha, que não o deixava voar baixo; mas a montanha se defendeu dizendo que tinha que ser soberana; pois tinha que deter as águas, e dividir águas e águas, para que os rios também seguissem o seu curso normal, sem ter as suas águas salgadas quanto as do mar.
Mas no meio de tanta confusão, chega o trovão; que com sua voz forte e poderosa, conseguiu acalmar os ânimos, e colocou ordem nos astros; dizendo que.
- Todos tem a sua função, e que todos tem que conviver um com o outro, aceitando o outro como o outro é; e disse ainda mais.
- Deus os fez assim, e assim os serão, para todos os séculos e séculos.








Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 21/01/2006
Reeditado em 11/03/2012
Código do texto: T101894
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257176 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:48)
Antonio Hugo

Site do Escritor