Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NÃO PERTURBE. AMOR FELIZ.

            Esse amor azul feito uma tarde depois de chuva, pesa tanto quanto uma nuvem carregada antes da tempestade. Doloroso fardo? Não. Pesa não como o que se faz difícil de carregar. Pesa como aquilo que sempre cai na balança como o fiel que equilibra com luz as manhãs de tormenta que nos fariam desistir. Contraponto das ordinariedades rasteiras que a (des)humanidade alheia nos oferta como prêmio à felicidade que ostentamos, oferece o prumo a pender do barbante e endireitar o rumo das coisas. Este amor pesa. Pesa com insignificâncias que passam ao largo a olhos alheios, mas seguem carregadas de beleza diante dos nossos; contrapartida das comidas queimadas ou dos pratos que não saíram bonitinhos como no livro de receitas.
           Amor de ser amado, que enfrenta dias cheios, repletos de trabalho atrasado em pilhas que crescem e vão diminuindo o tempo do resto. Amor com cara de amigo, com cara de “até nem concordo, mas to do teu lado, fico contigo”. Amor diverso, inverso do romance, sabe a hora da saída, da solidão necessária de si e do outro, sai do jogo e saca o lance. Volta, porque, igual, sabe a hora de. Amor que voa sem tirar os pés da terra. Que goza sem ter gozado só pelo prazer da viagem de brincadeira no corpo amado. E repousa calmamente, esquecido do dia seguinte e sabe de antemão que este tal dia seguinte vai se alimentar do amor do dia passado.
            Esse amor azul com cara de mar e cheiro de praia tem o peso da diferença. Reverso dos tantos outros amores que carregam o peso da indiferença. E pesando tanto e desta forma, este amor toma forma, agiganta-se e põe uma placa na porta: DO NOT DISTURB. FRAGILE. HANDLE WITH CARE. ALL SIDES UP.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 02/02/2006
Código do texto: T107226

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154016 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 20:52)
Débora Denadai