Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hipopótamos mortos. Beleza natural.

Eu estava no topo da beira de uma montanha gigante, em um rio raso e transparente, de água morna, com poucos hipopótamos bonitos, roxos, pequenos e magros. Algumas pessoas estavam comigo. Muitas árvores na minha frente. Um rapaz foi pular com um para-quedas pequeno, e eu fui também, acho que era para procurar uma chave perdida. Saltamos e fomos caindo levemente. O para-quedas do rapaz era pequeno e preto. Eu chego a pensar às vezes que eu estava sem para-quedas, ou seria eu tipo uma câmera de um filme? Paramos em uma beirada e vimos muitas árvores abaixo, bem distantes. Ele falou "é para descer aí é?". Voltamos. Encontrei muito dos hipopótamos mortos flutuando na água, pareciam estar com os joelhos feridos...Meu irmão Gigito me avisou de um quadro que fiz de um desenho do meu cachorro Berimbau flutando na corrente d'água. Fui atrás e peguei. Havia no quadro um outro papel escrito, mas que se manchou todo. Felizmente o desenho que fiz do meu cachorro ficou a salvo...
--------------------------------e etc.
Extrahumano
Enviado por Extrahumano em 02/02/2006
Código do texto: T107338
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Extrahumano
África do Sul, 27 anos
10 textos (320 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:56)
Extrahumano