Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na fila da conta azul do IPTU...

Na fila da conta azul do IPTU...
   Delasnieve Daspet - (31.01.06 - 7,40 hs )
 
 
 
Estou na fila do IPTU
Para pagar uma conta azul,
Como a maioria dos brasileiros
Fiquei para o último dia...
 
Claro, não só eu... Na minha frente
Tem umas 150 pessoas...
Sabia que ia demorar já fui de sandália rasteirinha...
 
Fico olhando o nada,
Vultos que vem e que vão,
Gente que chega, que passa, que sorri...
Eu, estoicamente, parada no meu lugar,
Esperando a minha vez,
Para o IPTU pagar.
 
Olho nas pessoas que me olham...
Olhos de todas as cores,
Gente de todos os matizes,
De todas as fomes, de todos os gestos,
De tantas sonhos...
E a fila continua parada...
 
Olho a senhora na frente, que me sorri,
Sorrio de volta, constrangida, porque ?
Nesta calçada de tantos passantes,
Sou apenas mais uma
Que deixou o IPTU para qualquer hora da vida...
 
Não entendo, em sã consciência, qual a dos governantes!
Tudo vence em janeiro...
E sem licitação nos jogam no colo
Contas, contas...contas!
 
IPTU, IPVA, matriculas,
OAB, Sindicatos, custos, custas,
Haja!
E a gente, ainda, tem de tentar viver, viver....
Me digam:  como?!
 
 
Um passo em 40 minutos...
A fila andou um passo.
" Uma água de coco?" pergunta o vendedor...
Sorrio, apenas sorrio, nunca sei o que dizer a essas
Pessoas que falam, falam e falam...
 
Olho um pouco mais longe e um olhar me sorri..
"ue!! que vc faz aqui?! - Nada, digo!
esta não é a fila das laranjas...
Como tu - vou pagar o IPTU.
 
Continuo divagando....
Ainda ontem comemoramos foi natal e o  ano bom...
festas que ainda estão na lembrança...
Luzes que deveriam dissipar as trevas...
Trevas que ofuscam o brilho e o amor.
 
Será que as pessoas recordam
Das esperanças que desabrocham
nos marginalizados corações?
Este sorriso que me sorri tão doce,
que nasce do olhar de quem o esboça
será perene ou apenas a alegria fugaz de um dia ?
 
 
Olho melhor o olhar que me sorri e percebo, enfim,
um sorriso de triste desesperança
que veste o meu Brasil!
Tudo deverá acabar em confete e serpentina
Na quarta-feira de cinzas!
                  Campo Grande, 31 de  janeiro de 2006.
                   Na fila da Conta Azul do IPTU.
 
 
 
 
Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 02/02/2006
Código do texto: T107414
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
654 textos (28512 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:37)
Delasnieve Daspet