Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor cósmico

É incrível como as palavras me fogem quando tento falar do que sinto por ela. Talvez porquê não haja lógica no meu querer bem. Talvez porquê meu amor por ela não seja mesmo para ser escrito, ou explicado a alguém. Meu amor por Agata é assim mesmo, meu e de mais ninguém, nem mesmo dela.

Amo sem saber porquê amo, e quanto mais tento me convencer de que não é certo, mais me apaixono por essa mulher. A consciência de que ela ama outro alguém já deveria ser suficiente para que eu ao menos tentasse me livrar desse sentimento que é tão denso que por vezes mata minha fome. Que é tão fluido que por vezes rola pelo meu rosto. Que é tão brilhante que se transforma em um sorriso fugas. Que é tão tenso que se torna tesão e sai do meu corpo atravéz dos meus poros me esvaziando de mim mesmo.

Que culpa tenho eu de ser apenas um homem? Impossível não gostar dessa menina, não desejar os seus lábios e suas carícias. Inevitável fechar os olhos e imaginar o seu corpo deslizando sob o meu, e meu sobre o seu e ambos unidos por um momento inverossímel mas verdadeiro dentro de mim e eterno no meu tempo.

E quando o meu tempo se acabar, vai restar de mim apenas a essência vagando pelo cosmos, eternizando o amor que sinto por ela para sempre no universo, pois se não posso amar essa mulher aqui na Terra, serei seu amante eterno no infinito.

Ullisses Salles 11.02.06
Ullisses Salles
Enviado por Ullisses Salles em 11/02/2006
Código do texto: T110440
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ullisses Salles
Suíça, 40 anos
219 textos (69858 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:46)
Ullisses Salles