Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O SILÊNCIO INCOMODA

Você já observou como o silêncio fala? 

Quanto barulho, quantos ruídos ele provoca ? 

Ah! Porque o silêncio tanto me incomoda?.

Por que o silêncio tanto me fascina? 

O silêncio dá corpo, fora do corpo, às idéias.
 
Incorpora personagens tão reais, que o real e o sonho se misturam. 

Nas conversas do silêncio navego extasiante como uma criança ouvindo histórias e personificando os seres invisíveis. 


O silêncio transforma a calma em turbilhão de sentimentos e não permite escolhas. 

Os sons e  imagens impostos reviram a alma. 

O silêncio, neste momento, está aqui do meu lado  empurrando minha mão sem direção, com sua voz muda. 

E muda as minhas direções.

O silêncio me transporta para todos os lugares, mas não comporta o ritmo de minhas viagens. 

O silêncio me acaricia, grita em meus ouvidos, revigora minha alma e ao mesmo tempo me provoca. 

O silêncio é avassalador.

Não tem medidas e, sem medida, não tem distância, sem distância vai e volta sem permissão. 

Silêncio! 

Preciso ouvir o silêncio falar. 

Não quero seu grito transformando minhas idéias em alucinações. 

S I L Ê N C I O, por favor, é a sua hora de falar.
Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 11/02/2006
Reeditado em 07/01/2010
Código do texto: T110747

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71873 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:26)
Rosa Berg