Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

D E M O R O U

Evaldo da Veiga


Demorou o domínio do sono.
Tentava contribuir, me entregava,
mas o sono não me possuía. 
Dormi pouco e acordei com saudade.

Nas lembranças, busquei você
e, em retrospectiva dos acontecimentos recentes,
quantas coisas, quantas imagens, quantas sensações...
Parece que a vida toda aconteceu ontem.

Parece ainda, que o dia anterior marcou o inicio
de uma festiva etapa,
não somente de carinho e amor, o que já é muito,
mas também de participação, companheirismo,
busca no mesmo sentido,
ideais de dizer, sentir e fazer, interagir
com a carne e o pleno  do ser...

Estabeleceu-se um pacto da busca do 
que realmente valia, e agora era 
a identificação desse belo objetivo!
Buscar o que valia... 
O que valia?

Nesse início da maior busca, 
a que se apresentou, inopinadamente,
como se já estivesse com encontro agendado, 
foi à loucura...
Sim, aquela que conduz ao risco e ao ambiente ilógico.

Mas tanto como o repente da loucura no sentido
de admissibilidade,
surgiu o ânimo de neutralizá-la, este em guerra defensiva
contra o ânimo anterior.

E nesta composição de pensar e fazer,
buscando extrair da loucura a essência do belo maior,
com sintomas confiáveis de santidade profana ,
numa emoção que fosse rica
 e verdadeiramente saudável,
 era o amor que chamava: e ele, estava ali, pertinho,
era só seguir em sua direção.

Num efeito mágico que não se consegue dizer
em transporte de entendimento, eis que
  se materializou você,
como símbolo forte do amor.

Bem..., aí foi aquela de harmonizar conceitos,
somar o que se sabia com que o que se ouviu dizer,
e a didática caiu no mais simples,
no mais repetitivo trivial.

E foi aquilo que todos sabíamos: amar os semelhantes,
os bichinhos e a natureza em geral,
como dever espontâneo, lindo e necessário;
porém, sem prescindir, para as grandes conquistas,
do Amor Santo e Sacana,
Decente e Depravado,
de Homem e Mulher.

evaldodaveiga@yahoo.com.br

Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 17/02/2006
Reeditado em 19/04/2007
Código do texto: T112930

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313610 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:26)
Evaldo da Veiga