Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oscilando como Gaivotas ao Vento...

Oscilando como Gaivotas ao Vento...

Delasnieve Daspet

 
Meu corpo é como uma nuvem...
Com formas disformes, aleatórias,
Como uma criança de  escola
Sinto a alma saindo do corpo
Com prazer e alegria!
 
 
Permanece, em mim, um vazio...
É o vazio da eternidade
Que possibilita a força
Na liberdade de criar...
 
Permanece, em mim o Amor...
Amo.
Amo tanto, muito mais do que
As palavras possam dizer...
Preciso pensar nos laços deste querer.
 
 
Finda...
Lamento e sinto remorso pelo fim...
O sol esta nascendo e o mundo ainda dorme.
Percebo que nascemos para a solidão.
As pessoas pressentem,  calam,
Precisam e não se mexem...
Oscilando  como gaivotas ao vento...
 
Constato o óbvio, o grito que a alma não cala,
És o amor que nunca acaba,
Sonho proibido que ninguém pode deter!
__________________________
Em Campo Grande-MS, 21 fevereiro de 2006,
20,16 hs
Delasnieve Daspet
Enviado por Delasnieve Daspet em 21/02/2006
Código do texto: T114734
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Delasnieve Daspet
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 66 anos
654 textos (28491 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:25)
Delasnieve Daspet