Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

C L I O

C L I O

Redemoinho cíclico do acontecer
deusa do devir campanário do Olimpo
irreversível perpassar do tempo
testemunha luta ruína milenar
grilhões espúrios servidão rastejante
glórias pomposas: reis enfatuados
poderosos sorumbáticos, pândegos ou loucos
palácio, templo, muralha, colossos magníficos, efígies petrificadas
via-sacra dolorosa, cristãos sacrificados
coliseus desgraça martírio humano
ignomínia, ambição materializada

Suor sangue escravo, servil obscurecido exacerbado
alegorias reverberadas da orgia humana
civilizações extintas, as pirâmides
impressionantes construções terrena vaidade
senzalas produto tropical
longo trajeto inquietações
sordidez humana, cicarizes fundas inapagáveis

músculos dilatados, tórax contraído
olhos esbugalhados
injustiça social ardilosa desapiedada
mercado humano, hipalgesia evaporante, porões fétidos, estertor
morte em vida degradante
íngreme caminhar sem louvor, odiento
mar ensanguentado, terra árida tremulante, massacre humano

Poluído ar, tempo e espaço
execrabilidade infame
exércitos, legiões de infantarias
armas cravadas ao peito
centenas, milhares ao relento
sem enterro, sem respeito
epidemias, pestes mortíferas assoladas, vestígio milenar
opreessão da classe dominante
cálculos vãs glórias, aventura mirabolante; do outro lado
em exílio úmido, ruela lúgubre cinzenta, corpos atrofiados, mãos magras, bocas sedentas; escravo manumitado
escória, artesão plebe urbana leprenta
migalhas azedas abastados propotentes
impedidos registros passado violento

Falsas versões factuais ideologicamente
enaltece cruéis perversos, mascarados assassinos
produziram humilhados, pisoteados
acusados insurretos ou revoltados
ameaçados masmorra, espada, força, punhal, fuzil, esquartejamento ou guilhotina
imposta sina afinal, vislumbre
triste, remorso deprimente

Ombros, gerações novas, o desafio
lembrança negra da História
resgatar, desfilar opaco, silencioso, heróico
tombados espada amolada
poder inexorável
Caio, Espártacus, Tiradentes, Zumbi
mil heróis vítimas
ódio intransigente
saciar neuróticos, insatisfeitos
não abrir mão de privilégios e preconceitos; fracos covardes
parasitas; soldados varonís imperialismo cobaias, jazigo frio
bomba atômica, dia desolador
Hiroxima- Nagazaqui

Frieza iniquidade
infrutíferos conflitos mundiais
glória efêmera, ao reluzir nações e generais; sob a psicose cleptomaníaca de loucos desalmado
campo de concentração bestial horripilante; cume da insensibilidade, desrespeito
Luther King, luta digna pertinaz
discriminadas minorias libertar
eliminado astúcia diabólica mordaz
Abolição da escravidão
áureo paraíso, vitória momentânea
conveniências econômicas, conchavos artimanhas
força de trabalho livre
revolução industrial
sensação só passageira, alívio
sem raízes libertadoras.
integração multidimensional?

Novas amarras, mero concentrar geométrico veloz de capital
acorrentados, mil facetas multinacional
assalariados eufóricos, escravos disfarçados
explorados famintos engravatados
medula progresso mundial
massa amorfa asfixiada
sem amor, sem desejos, anjos ou demônios; purgatório redenção...
rechaçadas benesses sociais
Deusa: sono e sonho secular
ultrapassado tempo em devassado espaço, tardias utopias concretizar
conscientização, entusiasmo, integridade, ética, auto-determinação, sem vilanias, ideal
democrático-social desfraldar
dialética irreversível- parto feliz libertador
das contradições, a síntese,
outra HISTÓRIA
com luta, decência, coragem
urge avançar! superar!

maria do socorro cardoso xavier
Enviado por maria do socorro cardoso xavier em 22/02/2006
Código do texto: T115038
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria do socorro cardoso xavier
Campina Grande - Paraíba - Brasil
317 textos (22484 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:45)
maria do socorro cardoso xavier