Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO DO REMORSO

DESABAFO DO REMORSO

Como poderei consertar, o que deixeis de acertar,
e também como lidar com minha insegurança, que escorrega
em minha emoção. Estou me sentindo refém das lagrimas,
e de minha dor. Quero deixar o remorso do erro esquecido,
mas como se meu impulso me larga no destino me enlouquecendo,
e me atirando contra as verdades escondidas nas mentira da vida.

Sou a ferida de meu destino que magoou um coração, que é
o amor que aprendi amar por causa  de um simples gesto.
Tento plantar a flor que não consegue exalar seu perfume,
e me sinto inseguro dentro de minhas incertezas,
que me joga debaixo de uma tempestade de lagrimas,
que faz minha alma sofrer no desabafo de uma palavra perdida
que magoa o anjo de minha vida.

poeta da paz
Enviado por poeta da paz em 23/02/2006
Código do texto: T115372
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
poeta da paz
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 61 anos
3694 textos (146795 leituras)
186 e-livros (26764 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:03)
poeta da paz