Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

simbólico

Foi acostumado a esse paraíso simbólico. Muitas introduções são vagas. Esta, mais ainda. Alguma palavra é fúria, nota-se no tom de voz. Massageia qualquer razão estabelecida. Qualquer precisão noturna. Punha tolices na língua. Nos punhos. No travesseiro. Agressividade e ternura fundiram-se num só ego. E o que resta agora? Isso é reflexo de muitas coisas: de introduções. E se torna repleto de atitudes. Algumas virtudes em desuso hoje em dia. Dia, uma precisão diária. Paga muita história. Apagam muitas formas. Objetos que rodeiam e que se quer parados, intactos e impactantes. É o resto de tudo.
Foi acostumado ao primeiro dia. A esse paraíso preciso. Muitas conclusões justificam. Esta, menos ainda.
Quaresma
Enviado por Quaresma em 03/03/2006
Código do texto: T118044
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Quaresma
Recife - Pernambuco - Brasil, 37 anos
79 textos (3499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:32)
Quaresma