Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fantasia real

Sonhei! Dormi lisa e acordei com uma marca na minha alma. Ou será que ela sempre esteve lá, apagada, desbotada e o meu sonho reavivou as suas cores? Sonhei com delícias, com prazeres, com meu amor ao meu lado. Num passe de mágica, o vi no meu sonho rindo leve, brincava com meus cabelos, beijava os meus lábios vermelhos e me levava para as nuvens. Quero chuva! Preciso que as gotas frias da chuva resfriem o calor do meu corpo e dissolvam essa angústia de dentro de mim. Acordei num lugar diferente, tudo estava mudado e nem a língua era a mesma. Ou talvez eu tenha simplesmente emprestado outros olhos e ouvidos que nunca usei antes. Sensação de montanha-russa na minha cabeça e melancolia no olhar por acordar e ver que era sonho. Queria apenas deitar, dormir, sonhar gostoso, descansar, e acordar feliz com ele ao meu lado. Mas continuo minha penitência ao subir este monte à pé e sozinha, pernas cansadas e costas doloridas. Subo desdenhando do que vejo ao redor, pessoas hipócritas, relacionamentos de fachada, flores de plástico e seios de silicone. O meu verdadeiro eu só existe nos meus sonhos, na minha fantasia. Esse mundo que vejo, onde eu não me encaixo não é real, factual. Dou pausas do meu percurso rumo ao topo para ver esse mundo de tons pastéis, pessoas frívolas, palavras falsas, olhares mornos que me trazem lágrimas. Mas continuo subindo nessa noite sem lua, sob esse céu sem estrelas, vazio... Subo sem previsão de chegada, com perigo de me esvair no caminho, com medo das nuvens sombrias que escondem quaisquer sinais de luz que hajam. Cansei, parei, deitei, dormi e sonhei que ele me pegava no colo e me levava para o alto do monte. Acordei com o sol no meu rosto, cheiro das flores e os braços dele ao meu redor. Doce fantasia real... delícia!
Kilya Stella
Enviado por Kilya Stella em 06/03/2006
Reeditado em 06/07/2010
Código do texto: T119614

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kilya Stella
Curitiba - Paraná - Brasil, 42 anos
27 textos (2504 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 03:58)
Kilya Stella