Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Busca

Dormir abraçadinho em forma de conchinha numa noite fresca. Acordar com preguiça, e num longo estirar de braços, enlaçar a outra pra dizer bom-dia. Andar de mãos dadas, sentar de mãos dadas, dar as mãos por cima da mesa num bar, sem declaração de amor. E tudo já era uma declaração de amor.

Ser romântico é assim: procurar a vida toda por alguma coisa que a gente não sabe como é, com o que se parece ou que cara tem. Procurar o amor é uma busca louca por algo que sequer conhecemos...

Mas acreditar que ele existe, muitas vezes, já basta. Porque, apesar de todo horror, de tanto coração partido, desilusão, a gente é cabeça-dura, duríssima, e continua acreditando nele, no amor que a gente ainda não encontrou.
Sérgio Corrêa
Enviado por Sérgio Corrêa em 13/03/2006
Código do texto: T122629
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sérgio Corrêa
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 45 anos
68 textos (1745 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:18)
Sérgio Corrêa