Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

crédito foto: www.quasemulherr.blogger.com.br

TUDO CABE NUMA MALA

Quando olho pro meu armário tão cheio de coisas, fico me perguntando para que tudo isso se quando viajo tudo de que preciso cabe numa mala.

Tanta coisa guardada.

Algumas que nem nunca mais vou precisar.

São roupas, caixinhas, quinquilharias, e principalmente livros. Desses últimos sou quase um cão fiel.

Já os li ou reli, mas não sou capaz de abandoná-los a própria sorte.

Soa um certo grau de egoísmo e fica autenticado o meu sentimento de apego.

Logo eu, que um dia tive o apelido de JOGATU DONOLIXO.

Faço um autodiagnóstico interno e percebo a minha insegurança em relação ao passar do tempo.

Estou agarrada nas possibilidades de um dia quem sabe.

Olho para o espelho em frente e a pergunta grita em meus ouvidos: para que tantas coisas, se meus pensamentos cabem em minha cabeça e meus sentimentos em meu coração?

Do outro lado do espelho, converso comigo mesma e reflito.

Não existe motivo para pânico.

Acionar o bom senso também não dói.

Preciso apenas de um pouco coragem e de força para aliviar o peso da culpa.

Abro os outros compartimentos do armário e mãos a obra.

O armário agradece.

Os livros foram os únicos poupados. Só mudaram de lugar.

Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 14/03/2006
Reeditado em 07/01/2010
Código do texto: T123070

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71929 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:20)
Rosa Berg