Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

narciso sobre o chão despido

Depois de uma manhã em lentos desatinos, surrou-se aos punhos. Delirou saudades e vontades extremas. Possuiu a si mesmo como numa relação entre ser e reflexo no espelho. Como um Narciso. Como um ato preciso de necessidade. Era o seu Narciso cheio de desejos. Comunharam artigos, consoantes e sonatas descalças. Palavras partiram rabiscos e pertences perdidos. D’um suspiro psicótico, fez-se manhã em poucos desatinos. Lentos os primeiros delírios. Saudades. Vontades. Narciso, sobre o chão despido.
Quaresma
Enviado por Quaresma em 21/03/2006
Código do texto: T126397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Quaresma
Recife - Pernambuco - Brasil, 37 anos
79 textos (3499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 11:02)
Quaresma