Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

pedra de galena

A noite convertida em olhar inacessível aos olhos do dia, abro a janela e tudo são invenções postiças: notícias na rádio. O poema é a pedra de galena, o sintonizador. Capta o meu espanto, regista as palavras até se esquecer de si e ser a prosa da rosa parida de si: assim!
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 27/03/2006
Reeditado em 27/03/2006
Código do texto: T129357
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310477 leituras)
37 áudios (39564 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 20:20)
Francisco Coimbra