Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

João e Maria

Sob
a luz
branda
desse dia

brada a voz rouca de Maria

_mataram João das flores – ela dizia
_mataram o meu homem – ela sofria

a bala cravada na testa das flores de João
o sangue escuro jorrando nas mãos de Maria

e ao fundo
a rosa esquecida as pressas
a rosa testemunha
das guerras

alvo de ataques das guerrilhas urbanas
dos meninos bandidos
e de outros homens santos

pensa em deus! Maria
e na fome do seu filho homem

_mataram João das flores – ela dizia
_mataram o meu homem – ela sofria

o sangue escorrendo na pele das flores de João
as lagrimas lavando a face desolada de Maria

e em voz alta
a multidão se espremia
como num teatro romano
profano

abutres coadjuvantes de um cinema vivo
marchando sedentos de sangue
fechando o circulo

pensa em Deus! Maria
e na morte do seu filho homem

eles diziam.

ULISSES de ABREU
Enviado por ULISSES de ABREU em 27/03/2006
Reeditado em 11/11/2007
Código do texto: T129530

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite nome do autor e endereço para o site). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ULISSES de ABREU
Viçosa - Minas Gerais - Brasil
608 textos (207328 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:28)
ULISSES de ABREU