Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA-MOÇA

MENINA-MOÇA

A menina que já sonha com um namorado mas ainda brinca de boneca, ela se realiza casando dois bonecos, se colocando no lugar da jovem e bonita mocinha de brinquedo que é como se fosse sua filha. É pequena mas tem instinto de mamãe. É doidinha e ainda é flor que não abriu de todo.
Seus gestos são graciosos e ela já faz poemas de amor, é ainda menina que não virou mulher, tem modos de criança que a todos encanta, mas seu coração já bate forte por alguém que encontrou. O primeiro beijo ainda não deu e nem sabe como é. Sonha, porém, com esse momento e já  sabe conjugar o verbo amar!
A mocinha tem muitos cuidados, mas os mais severos, segundo ela, são os estudos e a lição de sintaxe. Entretanto ela não liga muito e faz tudo certinho para agradar o professor de inglês. A menina-moça é travessa e tímida ao mesmo tempo, é mulher e criança e tem esperanças, sonhos e muito amor para dar. Vai à igreja e ora, mais tarde lê as páginas  de um livro romântico, um livro com estórias de amor.
Ela está apaixonada mas não sabe por quem, se pelo primo, pelo doutor ou pelo professor de inglês. Talvez esteja apaixonada pelos três. Sonha acordada, fitando os olhos no espaço e também olhando o horizonte, e não vendo nada, cruza os braços comprimindo o coração que pulsa apressadamente. E continua nesse devaneio até ser acordada por alguém a confiar uma  esperança qualquer, ela rirá de seus próprios sonhos e também dessa aventura e irá contar para sua mãe.
É difícil explicar  se essa linda e admirável criatura é menina ou mulher!

Kátia Susana Perujo

Nota:  baseado no poema Menina e Moça  de Machado de Assis.
Susy
Enviado por Susy em 28/03/2006
Código do texto: T129986
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Susy
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil
143 textos (9119 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:11)
Susy