Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA: O SUSPIRAR DOS AFETOS

VIDA: O SUSPIRAR DOS AFETOS

Joaquim Moncks

Folhas tristes de plátanos ao sol de outono. São amarelos os olhos do poeta, mas nem por isso a visão é turva.

Aqui, pelos frios corredores, a vida respira no suspiro das Amadas, nas contas dos rosários por entre as mãos úmidas das mães, no olho ciclópico de Deus (implorado!) e na diuturna dedicação de anônimos heróis, com seus brancos aventais, doçura nos lábios.
Lá longe, no alto da colina, o poeta espreita o coração do Povo.

É estreito o mundo entre/cortinas do hospital. Mas seria diferente se o poeta estivesse lá fora?

Lá longe, nos morros, nas favelas, a vida é fome, sujeira, violências.

Quando em vez, após o informal enterro do dia, uma estrela espia e cai, de repente, como se tomada de susto.

A grande cidade arde, dia e noite, mas é maiúscula a crucifixão noturna: círios de luz tremeluzentes com seus fachos de medo.

Hepatite: náusea, dor. Solidão. Campainha que chama. E eis que a porta se abre, o coração em sobressalto bate o ritmo da esperança.

Lá fora, a cidade é uma grande fogueira pra saudar a chegada do pirotécnico São João, com seus foguetes que parecem girassóis gigantes.

Depois do foguetório, quando tudo já é silêncio, debaixo desta noite, em cada casa, quanta angústia iluminada!

– Do livro EU MENINO GRANDE, 2006 / 2008.
http://www.recantodasletras.com.br/prosapoetica/130836
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 30/03/2006
Reeditado em 21/09/2008
Código do texto: T130836
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709751 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:42)
Joaquim Moncks