Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

POR FAVOR, PONHA A MÁSCARA

          Por favor, ponha sua máscara ou qualquer coisa que esconda essa transparência que és. Na bagunça que se tornou meu cotidiano e os neurônios que se embaralham feito os cachos dos meus cabelos, fiquei destreinada dessa coisa de ver alguém assim exposto e cru, oferecendo-se com uma coragem que eu não tenho. Tenho buscado em várias gavetas, mas parece que minha coragem, assim como a disposição para a confiança e a entrega, andaram fazendo uma farra e mudam de lugar todos os dias.
         Por favor, vista um capuz, qualquer coisa que não mostre assim tão escancaradamente essa disposição corajosa e ousada em oferecer- me luz e amor. Meu coração alçou vôos arriscadíssimos sem equipamento de segurança e acabou de cara estropiada na primeira rocha que não viu. Agora, anda parecendo gato escaldado e aí vem você com esse calor todo e eu morrendo de medo de água fria... 
        Por favor, vista logo uma máscara, esconda essa transparência, porque não sei se depois que eu de novo me acostume, vou suportar a ausência...

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 30/03/2006
Código do texto: T131149

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:15)
Débora Denadai