Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"FAMÍLIA É ASSIM"


A chuva caiu, e deixou o dia triste, 
as nuvens baixas, e o sol se escondeu.
O dia foi passando e a noite chegou,
e com ela a saudade.
E a casa ficou pequena para mim, eu
olhava para a rua através da vidraça 
embaçada, vez ou outra alguém passava
e eu inquieto sob a guarda da solidão.
E a noite me engoliu, e atravessou a 
madrugada e o outro dia nasceu, mas
a chuva continuava...e eu inquieto vou 
olhar a rua.
Agora chove mais forte, eu estou sozinho
 naquela casa,agora eu sinto falta dos 
meus pais, que fazia dias que viajaram, 
e com eles meus irmãos também se foram,
e eu fiquei alí tão só.
Sentia falta até das nossas pequenas brigas,
das implicâncias deles para comigo, sentia
falta do seio familiar, da minha irmã que
teimava em me fazer levantar do sofá, para
ela passar cera na sala.
De repente eu sinto uma forte dor na perna,
alguém me chutou...de tanta dor eu abro os
olhos, e dou de cara com a minha irmã com
um rodo namão, olhando para mim e
perguntando se eu não tinha cama para dormir,
eu então me dei conta que era real, eu tinha
acabado de levar um chute na canela! Era a
malvada da minha irmã com a sua mania de
sempre, querendo encerar a sala.
Antonio Hugo
Enviado por Antonio Hugo em 03/04/2006
Código do texto: T133341
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Antonio Hugo/ site: www.antoniohugo.recantodasletras.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Antonio Hugo
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
3870 textos (257143 leituras)
185 áudios (36329 audições)
9 e-livros (7402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:52)
Antonio Hugo

Site do Escritor