Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ATRIZ

Queria ser poeta e não apenas escrever essas incoerentes palavras e os versos mais desconjuntados. Pobre e previsível expressão do meu sangue, da minha vontade e desses carinhos guardados sob as sete chaves da sua distância e da minha saudade.
Queria saber escrever uns versos descrevendo como você abriu meu espetáculo e me fez estrela, bailarina de sonhos, dançando em seu peito.
Queria dizer do depois, quando as cortinas se fecharam e você, como as luzes de camarim, clareou meus seios e, astro, cantou as canções das carícias, allegro.
Mas, minhas palavras são um riachozinho modesto e quieto, indo, indo talvez no seu rumo, sem nunca saber se o alcançarão.
Saramar
Enviado por Saramar em 05/04/2006
Código do texto: T134194
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Saramar
Goiânia - Goiás - Brasil
89 textos (7949 leituras)
1 áudios (526 audições)
2 e-livros (352 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 10:25)
Saramar