Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

pesou sobre os dedos

A morte não escolheu destinos. Pesou sobre os ombros e desabou pilastes de esperança. A sorte não existiu senão nos olhos das crianças. Pesou sobre os dedos e desabou sobre bilhetes de loteria. Faria de mim tão sóbrio mar sombrio? Não se escolheu a morte. Nem traços de fúnebres recados. Nem laços de efêmeros abraços. Pousou sobre os ombros. Pesou sobre os outros quilos de ternura. Agora só restou a morte, a sorte e os pesos cheios de saudade.
Quaresma
Enviado por Quaresma em 10/04/2006
Código do texto: T136725
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Quaresma
Recife - Pernambuco - Brasil, 37 anos
79 textos (3499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 16:35)
Quaresma