Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

crédito  imagem:ideiascomimagem.no.sapo.pt/.../ 019_naoter.jpg 



ROMPIMENTOS

A vida é um eterno exercício de rompimentos e mesmo assim não nos acostumamos com eles.

Voluntários ou involuntários eles nos sufocam e nos oprimem. 

São pungentes e na maioria das vezes doem muito.

Quando paladinos de nossa vontade, deixam a alma leve, mas reservam, guardado no fundo de nosso íntimo, um fio de incerteza incômoda.

Rompemos o tempo todo com alguma coisa.

Escolher algo é romper com outro algo, porque temos que deixar para trás alguma coisa.

Rompimentos geram inquietações, geram dúvidas, geram confusões.

Dilaceram, despedaçam e violam os nossos sentimentos estabelecendo-se em nossas almas, com ou sem o nosso consentimento.

Rompimento pode ser o fim de uma história, um fim de linha ou ainda, uma elipse de um momento para se parar e pensar.

De qualquer forma, romper é quebrar uma seqüência. É tocar uma nota desafinada de uma melodia.

Ou quem sabe, seja a pausa para o descanso.

Rompimentos são necessários e obrigatórios e sem eles a vida teria um único rumo, uma única direção e seria muito chata e sem emoção. .
Então, vamos caminhando, chorando e sorrindo com os rompimentos contínuos, alimentando a esperança de que esses rompimentos sejam como o romper da aurora, o surgimento de um novo dia, um novo tempo, uma nova oportunidade.



.

Rosa Berg
Enviado por Rosa Berg em 13/04/2006
Reeditado em 22/11/2008
Código do texto: T138568

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosa Berg
Juiz de Fora - Minas Gerais - Brasil
509 textos (71923 leituras)
30 áudios (5857 audições)
2 e-livros (2212 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:04)
Rosa Berg