Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TELEFONEI



TELEFONEI

Fui ao shopping
encontrei seu bilhete.
Naquele horário,
você não estava.

Telefonei...
sua irmã atendeu atenciosa.
Perguntei como você estava.
Deitada respondeu-me,
chamando-a.
Enquanto não vinhas,
conversamos.
Perguntei-lhe:
• por você, se tem dormido bem.
• Sim, respondeu-me, tem dormido mais,
• Será o medicamento, indaguei.
• Sim, pode ser, concluiu
Passou o telefone para você e ouvi o tradicional:
• Oi Amor! E prosseguiu:
Na parte da manhã meu pai discutiu comigo,
porque não achou o coador onde sempre estava.
Chamou-me de preguiçosa e que era falsa,
escondendo-me atrás da doença.
Amor,
Como você é muito sensível,
por demais humana e sensível,
o problema que houve pela manhã
aborreceu você.
Quando acontecer fatos assim,
ouça,
não responda de imediato e depois...
então tendo você razão ou não,
converse delicadamente com a pessoa.

Quanto a sentir-se com muito sono,
pode ser o novo medicamento.
Converse com seu médico
(talvez ate por telefone)
e se ele achar viável poderá diminuir a dose,
mas não faça nada sem autorização dele.

Bebida e medicamento,
sendo possível evite a bebida com álcool.
Beijo carinhoso e que seus dias sejam...
sempre de sucesso!
Obtenhas forças necessárias
para ultrapassar obstáculos,
Beijo,




Karuk
Enviado por Karuk em 24/04/2006
Código do texto: T144738
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Karuk
São João Del Rei - Minas Gerais - Brasil, 76 anos
300 textos (31524 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:15)
Karuk