Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As flores que me enviastes

As flores que me enviastes ainda estão aqui. Absortas, abstratas, olhando pra mim.  Gostaria de você aqui, para fazê-las sorrir. Procuro-te por entre elas, não vieste junto. E ficaste com o perfume delas pra ti. Também elas, as hortências que me enviastes,  não têm raízes,  contrariando-te. Efêmeras e vulneráveis, tentarei encontrar nelas as sementes e  plantá-las em meu jardim secreto, talvez assim, trarei um pouco de ti.  Cuido-as todos os dias, elas olham-me com carinho. Queria fazer delas os teus olhos, tão distantes e fechados, quase não me vês. Se brotarem as flores em meu jardim, terei-te imortalizado, conforme Kundera.
Catia Schneider
Enviado por Catia Schneider em 28/04/2006
Reeditado em 28/04/2006
Código do texto: T146883
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Catia Schneider
Joinville - Santa Catarina - Brasil, 38 anos
147 textos (33309 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:38)
Catia Schneider