Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MORTE NAO SEPARA.

A FOGUEIRA ESTAVA ASCESA..
O POVO SE AGRUPANDO..
A DANÇA COMEÇANDO..
OS ANIMOS SE EXALTANDO..
A MÚSICA O SOM AUMENTANDO..
A BEBIDA SOLTA ROLANDO...QUANDO.
"O CASAL DE POMBOS CHEGOU".


QUEM PUDERA IMAGINAR....
TANTA ALEGRIA SE ESPERAVA..
POIS A NOITE FORA PREPARADA.
COM FOGOS,
BALOES,
PIPOCAS
QUENTAO....
E TODAS AS IGUARIAS QUE UMA FESTA JUNINA REQUER.


E A FESTA CORRIA SOLTA..
OS "POMBOS"SARACOTEAVAM ALEGRES...
AS CRIANÇAS MAIS AINDA...
OS JOVENS SE DIVERTIAM...
OS CASAIS TROCAVAM JURAS..
NAQUELA FOGUEIRA ONDE...
AS BRASAS ERA O DESAFIO.


PEDIDOS PARA SAO PEDRO...
PEDIDOS PARA SAO JOAO...
PARA NAO QUEBRAR O ENCANTO...
COMO SEMPRE...
O MAIS SOLICITADO..
ERA SANTO ANTONIO.


QUEM PODIA IMAGINAR...
NAQUELA FESTA ANIMADA..
QUE DENTRE TANTOS AO REDOR DA FOGUEIRA...
"ALGUÉM" SÓ OBSERVAVA.


ERA OUTRO "POMBO"SOLITÁRIO...
CORAÇAO FERIDO,MAGOADO...
HAVIA JURADO VINGANÇA...
SEU ÓDIO O TRANSFORMARA.


ENQUANTO TODOS DANÇAVAM...
SUA "POMBA" QUE JÁ TINHA OUTRO DONO,
ELE FOI ENCONTRAR.


NO PEITO DAQUELA "POMBA"...
UMA FACA ELE CRAVOU...
NAO SATISFEITO GRITOU...
NAO QUISESTE SER MINHA?....
DE OUTRO "NAO SERÁS"...
CAIU A "POMBA" SOBRE AS BRASAS...
INERTE...
SEM VIDA...


SEU "POMBO" AO VE-LA CARBONIZANDO
JOGOU-SE SOBRE AS BRASAS
NINGUÉM PERCEBEU....MAS...
EM SUA MAO HAVIA UM PUNHAL...
SUA AMADA ESTAVA MORTA...
CALMAMENTE AQUELE PUNHAL
CRAVOU-O NO PRÓPRIO PEITO.


DOIS CORPOS CARBONIZADOS...
DOIS CORAÇOES DILACERADOS...
E UM TERCEIRO VINGADO.


HOJE NAQUELE LUGAR,
NA MESMA HORA DO ACONTECIDO,
TODO O ANO....
QUEM VAI LÁ VE.....
DOIS "POMBOS" SOBREVOANDO...
COMO QUEM DIZ.....

A MORTE NAO SEPARA.
dora
Enviado por dora em 28/04/2006
Código do texto: T147059
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
dora
Chapecó - Santa Catarina - Brasil, 64 anos
179 textos (13783 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:25)
dora