Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                  

       É tempo de colher uvas...



                                Rosa Pena



Ele me desnuda! Fico sem vergonha, sem reserva, sem pretensão de ser algo mais que não seja ser a fêmea dele. Ele me desnuda! Nele sou simples, quinta-essência, plenitude sem camuflagem, sem pudor e sem parábola, sem pressa e sem tempo, sem ontem e sem amanhã.
Ele me desnuda! Viro lama e dama; verdade e mentira; defeito e qualidade; direita e torta; feia e bonita; aplauso e vaia; comédia e drama.

 Viva a antítese! 
Ele me desnuda de mim e me cobre inteira dele. 
Ele se desnuda! Fica sem vergonha, sem reserva, sem pretensão de ser algo mais que não seja ser meu macho... 
Não somos mais uvas soltas. Somos um cacho. 
Quem se desnudou primeiro? Fui eu ou foi ele?
Rosa Pena
Enviado por Rosa Pena em 07/05/2006
Reeditado em 14/10/2013
Código do texto: T151933
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Rosa Pena
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
960 textos (1415762 leituras)
48 áudios (24765 audições)
33 e-livros (29000 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:41)
Rosa Pena

Site do Escritor