Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dor!
Que sente todo o ausente
E desprezado
E quem despreza
Tão ousado
Tanta gente

Mente!
Que em delírios e martírios
Vai mudando a estação
Todavia revoltando
Os mais incrédulos...Suplicando!
Oh, meu Deus, um coração

Quando tu vieres
Nem se sabe d’onde
E quiser o teu Amor
Unir-se ao sempre
Te darei vestígios
Serei teu amante

Mas te peço
Tanto amor ao meu ensejo
Consumar as minhas preces
Da dor que faz sofrer
Um pobre errante
Desejos de querer que tu regresses




O Guardião
Enviado por O Guardião em 11/05/2006
Reeditado em 30/01/2009
Código do texto: T154310
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
O Guardião
São Paulo - São Paulo - Brasil, 51 anos
364 textos (34436 leituras)
13 áudios (2409 audições)
2 e-livros (1988 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:33)
O Guardião

Site do Escritor