Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde os anjos moram

    Às vezes eu acho que os anjos não existem, que é coisa da cabeça da gente. Se eles existem, por que que a gente não vê? Eu sempre penso nos anjos. Acho que eu tenho um anjo que me protege toda noite. Às vezes quando faz muito frio, eu não aguento e, choro... Mas, choro baixinho que é pra os outros garotos não ouvirem. Queria saber onde moram os anjos.
    Será que é no céu ou em alguma nuvem? Quem sabe entre a gente viva algum anjo!
    Será que todos são Gabriel? E no céu tem carrocel?
    Queria eu saber onde que moram os anjos, iria voando até eles... Existe anjo mulher? E a Maria dos Anjos, é anjo?
    E as estrelas, também são anjos?!
    À noite, na rua, eu posso ver as estrelas. Todas tem asas amarelas, umas são pequeninas e outras mais clarinhas. Um dia, eu quero voar até elas.
    Eu queria mesmo é ser um anjo, para tocar as nuvens e as estrelas e ter asas amarelas. Um dia, as minhas asas irão nascer, serão amarelas e macias, e aí, eu serei um anjo de verdade. Na página de um livro dizia que anjos não são nem claros nem escuros, e que vivem mesmo é nos sorrisos das crianças. Como é que pode isso! Morar no sorriso da gente. A gente ia acabar engolindo eles!
    Eu queria tanto ser um anjo,ter asas amarelas e voar pra onde não faça frio ou precise de papelão, mas o birrinha disse que anjos não vivem na rua.
   - E a Maria dos Anjos?!
   
Rivelino Matos
Enviado por Rivelino Matos em 19/05/2006
Reeditado em 15/12/2007
Código do texto: T159118

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivelino Matos
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
124 textos (6775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:27)
Rivelino Matos